Conferencistas


CONFERENCISTAS

 

Massimo Di Felice

Sociólogo pela Universidade La Sapienza de Roma e doutor em Ciências da Comunicação, é professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Coordena o Centro de Pesquisa Internacional ATOPOS (ECA/USP) que desenvolve estudos transdisciplinares sobre as redes digitais e as transformações promovidas pelo advento das tecnologias comunicativas. Possui pós-doutorado pela Universidade Paris V Sorbonne, sendo professor visitante da Libera Università di Lingue e Comunicazione (IULM) de Milão e da Universidade Lusófona do Porto. Autor de ensaios e artigos editados na França, na Itália, em Portugal e na Argentina em diversas revistas acadêmicas. No Brasil, coordena a coleção Era Digital, na qual é organizador das obras Do público para as redes (2008) e Pós-Humanismo (2009); e a coleção Atopos (Editora Annablume), no interior da qual publicou as obras: Paisagens Pós-Urbanas – o fim da experiência urbana e as formas comunicativas do habitar (2009), publicado em Portugal e traduzido na Itália (2010), na Argentina (2011) e na Franca (Edições CNRS, 2014); e Redes Digitais e Sustentabilidade, as interações com o meio-ambiente na era da informação (2012).

 

Antonio Lumicisi 

É especialista em desenvolvimento sustentável há mais de 20 anos. Como membro do Ministério do Meio Ambiente Italiano participou de negociações internacionais sobre questões de mudanças climáticas, biodiversidade, desertificação e florestas. Lecionou na Universidade de Tuscia em Viterbo com o curso “Florestas e Desenvolvimento Sustentável” e em muitas outras universidades italianas, fazendo palestras e seminários. Coordenou a campanha Sustainable Energy Europe (SEE) na Itália e, desde 2008, coordena o Patto dei Sindaci (Pacto dos Prefeitos), uma comissão formada por autoridades políticas de prefeituras europeias envolvidas em ações voltadas para a energia e o clima. Foi presidente da Fondazione Ambiente Pulito (Fundação Ambiente Limpo). É conselheiro e assessor de comitês científicos de várias organizações que lidam com o desenvolvimento sustentável (AESS Modena, Fondazione San G. Gualberto di Vallombrosa, Legambiente).

 

 

Gustavo Cardoso

Pesquisador associado do CIES, ISCTE-IUL e professor de Tecnologia e Sociedade do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa. Trabalha também com o Departamento de Comunicação e Estudos de Desempenho da Universidade de Milão e com a Universidade Católica Portuguesa. A sua cooperação internacional em redes europeias de investigação o levou a trabalhar com o IN3 (Internet Interdisciplinary Institute) em Barcelona, ​​WIP (World Internet Project) na USC Annenberg, COST A20 “O Impacto da Internet nos Mass Media” e COST 298 “Broadband Society”. Foi assessor de Política da Sociedade da Informação e das Telecomunicações junto da Presidência da República Portuguesa. Ele é co-editor, com Manuel Castells, do livro Network Society: do Knowledge to Policy e Editor Associado nas revistas peer-reviewed IJOC na USC Annenberg e IC & S em Routledge. É membro dos painéis de avaliação do Conselho Europeu de Investigação (ERC) e do FSE (European Science Foundation).

 

 

Isabel Babo

Agregação em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho. Doutoramento e D.E.A. em Sociologia pela École des Hautes Etudes en Sciences Sociales de Paris. Licenciada em Filosofia pela Universidade do Porto. Reitora da Universidade Lusófona do Porto (ULP) e diretora da Faculdade de Comunicação, Arquitetura, Artes e Tecnologias de Informação da ULP, onde leciona nas áreas da comunicação interpessoal, da sociologia da comunicação e dos públicos. Docente no doutoramento em Ciências da Comunicação na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Lisboa). A sua área de especialização é a sociologia da comunicação, a sociologia do acontecimento e os públicos, com livro, artigos científicos e comunicações sobre acontecimento, acontecimento mediático e jornalístico, memória coletiva, problema público, media e públicos.

 

 

José Bragança de Miranda

Sociólogo e doutor em Comunicação Social é investigador, ensaísta e professor universitário português pela Universidade Nova de Lisboa. É professor da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, e é um dos mais destacado intelectual português, especializado em comunicação e cultura, cibercultura e estudo dos media, com diversas obras publicadas.

 

 

Manuel Damásio   

Diretor do Departamento de Cinema e comunicação Multimédia da Universidade Lusófona. Professor agregado pela Universidade do Minho, Doutorado em Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa. Autor de diversos livros e artigos em publicações nacionais e internacionais com revisão por pares.

 

Maria Teresa Cruz

Doutora em Comunicação e Cultura, é professora no Departamento de Ciências da Comunicação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, onde lecciona nos domínios da Teoria da Imagem, da Estética e Teoria dos Media e das Artes Contemporâneas. É investigadora do Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens, onde fundou a revista digital Interact – Revista On Line de Arte Cultura e Tecnologia. É especialista em cultura, artes contemporâneas, teoria da imagem, teoria das mídias, com enfoque atual nas estéticas pós-media, e na relação entre as técnicas culturais e o patrimônio.

 

 

Miguel Luís Loureiro

Jornalista da RTP e Professor Auxiliar na Universidade Lusófona do Porto, onde dirige o mestrado em Comunicação, Redes e Tecnologias e a licenciatura em Ciências da Comunicação.
Licenciado em Bioquímica, pela Universidade de Coimbra, em 1992, seguiu o apelo da comunicação e do jornalismo. Depois de passar pela Rádio Nova do Porto e pela Rádio Comercial, assentou no serviço público, em 1997. Voltou à universidade em 2006. No caso, a Universidade do Minho, onde, em Abril de 2012, defendeu doutoramento em Ciências da Comunicação (área de especialidade de Sociologia da Comunicação). No jornalismo, aprecia especialmente o trabalho de temas sociais em grande reportagem, tendo já e em investigação jornalística. É membro da redação de jornalismo de investigação da RTP que produz semanalmente o programa “Sexta às 9”.

 

Stephane Hugon

Doutor em sociologia pela Universidade Paris V, é pesquisador do CeaQ – Centro de Estudos sobre o Atual e o Quotidiano no qual coordena o grupo de pesquisa GRETECH – Groupe de Recherche sur la Technologie et le Quotidien. Presidente da consultoria Eranos, é pesquisador das temáticas relacionadas à inovação, design, sustentabilidade e tecnologia digital.

 

 PESQUISADORAS CONVIDADAS

 

Cláudia Leonor Oliveira

Possui graduação em História e mestrado em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicação e Artes, ambos da Universidade de São Paulo. Atuou no Instituto Museu da Pessoa, em especial com projetos de Memória Institucional. Desde 2002 desenvolve projetos de aplicação da Tecnologia Social da Memória em diferentes organizações e grupos sociais. Entre 2014 e 2015 foi consultora do projeto “Memória Social nas Escolas” desenvolvido pelo Museu do Homem do Nordeste/Fundaj na Grande Recife. Desde 2005 participa do Centro de Pesquisa Atopos (ECA/USP). Atualmente faz o Doutoramento na Universidade Lusófona do Porto em Ciências da Comunicação para o Desenvolvimento Local.

 

 

Dora Kaufman

Doutora em Ciências da Comunicação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo/USP (2015), com “Bolsa Sanduíche” (2013, CAPES) na Université Paris-Sorbonne IV. Mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2010). Graduada em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1982). Possui mais de 30 anos de experiência profissional de mercado. Ao longo de 12 anos atuou em diversas instituições financeiras nas áreas de corporate finance e investimento, e a partir dos 40 anos iniciou uma nova carreira em comunicação e marketing atuando como sócia-gestora de agências promocionais e posteriormente como diretora de negócios em agência de comunicação digital. Em 2012-13 coordenou uma pesquisa do Atopos, em cooperação com um pool de sete empresas, cujo resultado está no livro “Empresas e consumidores em rede: um estudo das práticas colaborativas no Brasil” lançado em novembro/13 pela Editora Annablume. Professora de Economia na Era Digital do programa de pós-graduação e no curso de extensão da FAAP (2014-2015). “Visiting Researcher” no Courant Institute of Mathematical Sciences – New York University (2009-2010) e no Alexander von Humboldt Institute for Internet and Society, Berlim, Alemanha (2015). Pós-doutoranda no programa de Engenharia de Produção, Coppe – UFRJ. Pesquisadora do Centro de Pesquisa em Redes Digitais Atopos ECA/USP

 

Eliete Pereira   

Graduada em história pela Universidade de Brasília é mestre em Ciências Sociais pelo Centro de Pesquisa e Pós-Graduação sobre as Américas (CEPPAC-UnB), onde defendeu a dissertação sobre a experiência indígena no ciberespaço (Bolsa Capes, 2005-2007), publicada sob o título Ciborgues Indigen@s (Annablume Editora, 2012). É doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Escola de Comunicações e Artes da USP (bolsista Capes), com estágio sanduíche na ILUM de Milão, onde desenvolveu pesquisa sobre o conceito de “local digital das culturas”, saberes locais e redes sociais digitais.  Como pesquisadora do Centro de Pesquisa ATOPOS (ECA/USP), coordena a linha de pesquisa “Tekó: digitalização dos saberes locais”.  Foi pesquisadora do Museu da Pessoa.net, colaborando em pesquisas e publicações na área da memória institucional. Foi consultora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) e consultora da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), junto ao Programa Pontos de Memória do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM/MinC). Tem experiência na área de Comunicação Digital e História, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação e cultura, redes digitais, comunicação e net-ativismo indígena).

 

 

Marina Magalhães

Pesquisadora do Centro Internacional de Pesquisa Atopos. Doutoranda em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa. Pesquisadora do estudo internacional “Net-ativismo e ações colaborativas nas redes sociais digitais portuguesas”. É autora dos livros “Polarizações do Jornalismo Cultural” e “Jornalistas no Cotidiano das Redes Digitais”, além de organizadora e coautora de “Afrodite no ciberespaço: a era das convergências”, lançados pela Editora Marca de Fantasia.