Cases


CASES

O sistema de Gestão de resíduos sólidos de Porto é uma referência europeia. A Lipor, empresa responsável, desenvolve diversos projetos de educação e sensibilização ambiental e recuperação de passivos ambientais, além de projetos ligados à sustentabilidade, como a Estratégia 2M (menos resíduo, menos carbono) e PAYT (Pay as you throw).

 

É um conjunto de iniciativas desenvolvido por uma rede de parceiros em torno de uma Associação. O Porto Digital possui um forte componente regional e em interação com projetos de cidades digitais da região que já se encontram em fase de execução, funcionando como catalisadores para ações que dinamizam toda a Área Metropolitana do Porto para a Sociedade da Informação e do Conhecimento. Entre os aspectos considerados no projeto Porto Digital estão as comunidades de interesses físicas e virtuais, abrangendo o trabalho e a competitividade, simplificação e facilitação (desburocratização) a interação com o poder local e o incentivo de ações culturais na região.

 

O Polo Tecnológico do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC TECH) oferece apoio, infraestruturas e equipamentos tecnológicos que potencializam o desenvolvimento e a aceleração de projetos de base tecnológica. Anualmente, o UPTEC TECH conta com 100 startups e centros de inovação de várias áreas de especialização tecnológica: energia, software web e mobile, eletrônica, robótica, química, polímeros e materiais compósitos, sistemas de monitorização, etc.

 

               

O Movimento 5 Estrelas (Movimento 5 Stelle – M5S) é um movimento político de cidadãos italianos apoiado em cinco pontos: água, ambiente, transporte, conectividade, desenvolvimento. Os membros do M5S utilizam a plataforma Rousseau para participação nos debates e propostas de leis. Rousseau é o resultado de um longo trabalho de planejamento que objetiva reconectar a cidadania ao representante eleito segundo o princípio da participação digital. Esse sistema operacional propõe uma série de páginas nas quais os ativistas podem intervir a partir de uma lógica colaborativa na agenda política do MoVimento: participação na elaboração das leis nacionais levadas aos parlamentos, regionais, europeus propostas pelos eleitos; voto na lista eleitoral ou para pronunciar-se sobre um tema específico; captação de recursos, coleta de fundos para eleições ou eventos do M5S; proteção da rede, coleta de fundos sobre a tutela legal do M5S ou de seus inscritos e eleitos; propostas de lei formuladas pelos inscritos que em seguida serão apresentadas aos eleitos nas diversas sedes; aulas em e-learning sobre a estrutura na qual estão inseridos os eleitos e seu funcionamento; compartilhamento de diversas propostas (integração, deliberação, leis, etc,) em nível municipal e regional.

A empresa Eranos-Paris desenvolve pesquisas de mercado em Paris, Seul (Coreia do Sul) e São Paulo, empregando métodos sociológicos inovadores que envolvem: imaginário e práticas de consumo, aliados à plataformas digitais.

 

O Projeto “ESTÓRIAS: PORTUGAL-ÁFRICAS” visa a reunião de estórias individuais, familiares e comunitárias sobre experiências de ligação entre Portugal e os países e culturas africanos, assentes tanto na memória como em novas experiências do presente. Compõe o projeto um Atlas multimédia, com narrativas, imagens e sons, sobre uma ligação vivida por várias gerações, em diferentes momentos da história, com diferentes vozes, realidades e sentires.

 

O audioblogue Rádio AfroLis é um espaço de expressão cultural feito por afrodescendentes que vivem em Lisboa. Conta com a participação de artistas e pessoas comuns que falam sobre negritude e identidade em Portugal.