Governança e Inteligência Artificial


No início deste milênio, testemunhamos a expansão da arquitetura do nosso social. As mudanças climáticas, os vírus, as tecnologias digitais, as inteligências artificiais (IA), o Big Data e os modelos de linguagem avançados nos despertaram para um novo tipo de comum, composto não apenas por humanos, mas também, por outros atores-agentes.

Assim, tornamo-nos parte de uma hipercomplexidade sem mais separações possíveis entre ambientes, pessoas e tecnologias. Habitamos e somos habitados. Sensores, Big Data, Internet das Coisas (IoT), formas automatizadas de inteligências (machine learning e deep learning) estão transformando em dados as biodiversidades, os ecossistemas, as coisas, os territórios e o conhecimento. Surgem, assim, ambientes digitalmente conectados que através de softwares, plataformas digitais e IA permitem o monitoramento e a atualização de processos e fenômenos, nos oferecendo a possibilidade de habitar conectivamente um novo tipo de complexidade.

O Istituto di Studi Toposofia de Roma lança uma série de experiências de aprendizagem imersivas sobre essas transformações e as características da governança do terceiro milênio.

Consulte o programa do próximo curso em Roma (28/10 a 01/11/2024): A inteligência do mundo: construir a /governança com a Inteligência artificial: Programação Roma 2024